Ensinando de casa: 5 dicas poderosas do Google para professores melhorarem suas aulas on-line

Para outros tempos, novas medidas.

Se você nunca trabalhou com videoaulas, essa adaptação pode ser difícil em um primeiro momento, mas ela se torna necessária para que o fluxo de informações seja contínuo e chegue da forma mais clara o possível até os seus alunos.

Pensando nisso, explicamos como usar ao máximo as principais ferramentas do Google para aulas on-line, assim, você se mantém conectado aos estudantes e garante ainda mais produtividade.

1. Antes de mais nada…

Verifique se o espaço que você escolheu para ensinar recebe a iluminação adequada, quanto mais luz natural, melhor. Veja também se você está próximo do Wi-Fi e se não há elementos demais em cena que possam distrair a atenção de seus alunos. Feito isso, basta criar uma sala de aula (Google Classroom) e convidar seus alunos para participar dela. As aulas podem ser assistidas pelo computador ou mesmo pelo celular, é só baixar o aplicativo “Meet”.

2. Prepare-se para ensinar.

Se na escola você conta com a ajuda de um quadro para passar seu conteúdo, agora seu aliado será o Google Slide. Nele, você deverá inserir informações que te ajudarão a explicar a matéria. Para saber se as aulas foram eficazes, um teste (Google Forms) pode ser criado em que cada aluno o responderá individualmente e você atribui pontuações para cada resposta correta.

3. Hora de ensinar

Convide seus alunos para uma sala de aula on-line e compartilhe a sua tela com eles. Durante sua explicação, permita que façam perguntas e tirem suas dúvidas sobre o conteúdo. Ao final, aplique um teste, caso necessário.

4. Colaboração é a palavra

Durante suas aulas, outras ferramentas podem ser muito úteis: Jamboard (quadro branco que permite atualizações em tempo real) e perguntas no Google Slides (os alunos enviam dúvidas e você responde às mais votadas por outros estudantes). Além disso, todas as ferramentas do Google permitem até 100 colaboradores, ou seja, trabalhos em grupo podem ser feitos e você sabe exatamente qual a contribuição de cada um ao final do projeto.

5. Atendimento personalizado

Caso você ou seus alunos precisem, a digitação por voz também é possível ser feita nas ferramentas do Google. Você também pode fazer atendimentos personalizados para cada um dos alunos, basta agendar os horários com o Google Agenda.

Se ficou alguma dúvida ou quer mais detalhes sobre alguma ferramenta citada aqui, o Google disponibilizou um conteúdo gratuito que explica mais a fundo tudo o que abordamos neste conteúdo. Basta clicar aqui para ter acesso.

A FTD Educação acredita que não deve haver barreiras para um ensino de qualidade. E se a tecnologia está ao nosso favor, por que não usá-la?

Conte com a gente. Sempre. 🙂 


Os conteúdos apresentados na seção Parceiros do portal Conteúdo Aberto são gerados por terceiros, sendo de inteira responsabilidade das empresas parceiras.

Você gostou?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Veja mais conteúdos que podem te interessar:

Olá! Que bom ter você conosco! :)

O Conteúdo Aberto oferece gratuitamente conteúdos com curadoria pedagógica para estudantes, escolas e famílias.
Para ter acesso aos melhores conteúdos, efetue seu login ou cadastro:

Olá! Que bom ter você conosco! :)

O Conteúdo Aberto oferece gratuitamente conteúdos com curadoria pedagógica para estudantes, escolas e famílias.
Para ter acesso aos melhores conteúdos, efetue seu login ou cadastro:

Olá! Que bom ter você conosco! :)

O Conteúdo Aberto oferece gratuitamente conteúdos com curadoria pedagógica para estudantes, escolas e famílias.
Para ter acesso aos melhores conteúdos, efetue seu login ou cadastro: