Revista Mundo Escolar – 6ª edição

Confira os principais assuntos que a Revista Mundo Escolar trouxe em sua 6ª edição.

A hora do currículo

Depois de um longo processo compartilhado por milhões de pessoas em sua construção, ficou pronta a Base Nacional Comum Curricular, em suas versões para a educação infantil e o ensino fundamental. Resta apenas aquela que, por vir atrelada a uma reforma educacional, gera mais controvérsias, a do ensino médio.

Mas enquanto é preciso esperar que os ajustes, acertos e acomodações dessa etapa cheguem a bom termo, é hora de redes estaduais, municipais, particulares e colégios privados arregaçarem as mangas para construir seus currículos.

No caso das redes públicas, muitos currículos já haviam sido refeitos nos últimos anos, restando agora adaptá-los à nova Base, em especial às suas 10 competências. As escolas privadas, sempre premidas pela proximidade de seu público não ficam atrás. Ao contrário, muitas delas até já se anteciparam, ao menos em parte, às mudanças previstas pelo novo documento.

No entanto, há ênfases que precisam ser assinaladas, como indica a adoção das competências socioemocionais na BNCC. Por todos os indícios que vemos no cada vez mais complexo mundo social, a dimensão apenas instrucional não é suficiente para educar, é preciso juntá-la à formação ética e emocional dos alunos. Se isso sempre foi objeto da educação, agora há um esforço para vê-la de acordo com os desafios mais atuais, com a realidade presente.

Por isso, esta edição de Mundo Escolar traz conteúdos que buscam situar e mostrar como o mundo digital pode ser usado em prol de uma nova pedagogia e transformar as escolas positivamente. Traz, também, textos produzidos especialmente para a revista, como os artigos de Anita Lilian Zuppo Abed, consultora da Unesco, falando sobre como inserir as habilidades socioemocionais no currículo, e dos professores Emília Cipriano e Claudio Castro Sanches, que defendem mudanças na formação para revalorizar a profissão docente.

Mas, caro leitor, há muito mais. Mergulhos pela matemática e pela língua portuguesa, por questões-chave da carreira e da gestão de recursos humanos, além das contribuições na neurociência para olharmos como os jovens utilizam emoção e razão na hora de aprender.

Uma ótima leitura a todos!

Você gostou?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Veja mais conteúdos que podem te interessar:

Olá! Que bom ter você conosco! :)

O Conteúdo Aberto oferece gratuitamente conteúdos com curadoria pedagógica para estudantes, escolas e famílias.
Para ter acesso aos melhores conteúdos, efetue seu login ou cadastro:

Olá! Que bom ter você conosco! :)

O Conteúdo Aberto oferece gratuitamente conteúdos com curadoria pedagógica para estudantes, escolas e famílias.
Para ter acesso aos melhores conteúdos, efetue seu login ou cadastro:

Olá! Que bom ter você conosco! :)

O Conteúdo Aberto oferece gratuitamente conteúdos com curadoria pedagógica para estudantes, escolas e famílias.
Para ter acesso aos melhores conteúdos, efetue seu login ou cadastro: