setembro 25, 2020

Professores são contadores de histórias e criadores de experiências

Nesse momento de pandemia, ficamos um pouco desnorteados sobre o que fazer com as aulas on-line. Afinal, como continuar com a qualidade de aulas presenciais em um ambiente no qual cada estudante está na sua casa, com diversas distrações, conectividade duvidosa e com a câmera fechada?

Os desafios são vários, mas estou aqui pra lembrar você que educadores são exímios contadores de histórias e designers de experiências. Afinal, é você que entra numa sala com 30-40-50 estudantes, cria uma narrativa e usa várias estratégias para compartilhar tudo que sabe sobre o assunto da aula e encantar a turma na sua disciplina. No dia a dia pré-pandemia, muitas vezes esse talento – e muita experiência! – passavam batido.

Agora, a concorrência pela atenção aumentou. São várias abas abertas no navegador, distrações familiares, televisão e tudo que acontece ao redor. Meu convite é para você relembrar sua potência e buscar energia para continuar sendo a pessoa que encanta grupos falando de Português, Matemática, Química e outras disciplinas que podem ser muito interessantes para alguns e distantes para outros.

O ambiente virtual tem suas diferenças

Para isso, é importante lembrar que os espaços presencial e virtual são diferentes. Compartilho aqui algumas dicas, que você pode conferir de maneira mais aprofundada no e-book que lancei com alguns amigos “A escola na pandemia: 9 visões sobre a crise no ensino durante a pandemia”, com download gratuito no link: https://bit.ly/2HpL6m0

  • A chegada não conta mais com a inércia: é muito importante pensar em pequenas dinâmicas que possam ser feitas on-line. As pessoas precisam ser fisgadas para estarem atentas e curiosas na sua aba do navegador.
  • Dinamismo e múltiplas estratégias: na sala de aula, mesmo a aula expositiva pode trazer elementos de dinamismo para os estudantes quando o(a) professor(a) se aproxima, fala mais alto ou faz algum movimento na frente da sala. No on-line, isso se torna mais difícil. Nesse novo ambiente, não é “pecado” fazer aulas expositivas, mas também é interessante intercalar partilha oral do conteúdo com momentos de debate e de atividades práticas.
  • “Posso ir ao banheiro” digital: fazer acordos coletivos pode ser um caminho para que os estudantes não percam partes importantes da aula porque foram ao banheiro ou buscaram alguma coisa na geladeira.

Você está conseguindo resultados positivos nas aulas on-line? Me escreve para compartilhar essa experiência pelo caiodib@caiodib.com.br!

Boa sorte e contem comigo!

Caio Dib

Caio Dib

Caio Dib é jornalista e designer de serviços educacionais. Também é autor de diversos livros sobre educação e inovação brasileira.

Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Olá! Que bom ter você conosco! :)
O Conteúdo Aberto oferece gratuitamente conteúdos com curadoria pedagógica para estudantes, escolas e famílias. Para ter acesso aos melhores conteúdos, efetue seu login ou cadastro:

Olá! Que bom ter você conosco! :)

O Conteúdo Aberto oferece gratuitamente conteúdos com curadoria pedagógica para estudantes, escolas e famílias.
Para ter acesso aos melhores conteúdos, efetue seu login ou cadastro: